A REFORMA DA MINHA COZINHA


Você que já leu as outras matérias que escrevi por aqui ou me acompanha pelo instagram, sabe que em toda a minha vida, já tive muitos lares né?

Muitos "novos espaços" cada qual com as suas limitações e muitas possibilidades.

Isso é algo que eu gosto muito de falar para os meus clientes durante todo o processo de projeto... Que durante esse período, precisamos manter a cabeça muito aberta, e entender que, dentro de um mesmo problema/desafio, existem milhares de possibilidades.


Compramos este imóvel pronto em Outubro de 2020, e ele estava desse jeitinho ai:




















Uma cozinha super compacta, e que tinha uma configuração de layout que não é das minhas preferidas... Ela era totalmente fechada por esse painel/porta de correr em mdf, que deixava a cozinha totalmente isolada visualmente da nossa área social (Salas e Gourmet);


Sei que tem quem ame ter uma cozinha bem escondidinho, para que as "visitas" não vejam a baguncinha, ou que tenham colaboradora todos os dias em casa e não faça questão de poder cozinhar enquanto acontece o movimento da casa, rs...


Este, já adianto, não é o nosso caso. Como não queria fazer uma obra muito grande, resolvemos pensar em todas aquelas milhares de possibilidades que falei lá em cima para você, e olhamos com carinho para qual seria a nossa "rotina" ideal nesse lar.



Foi então que começamos a definir nossos primeiros e próximos passos. Conhecíamos e aprovamos o nosso desejo de "integrar" o máximo possível a nossa cozinha do restante da casa.

Fizemos o projeto de marcenaria da cozinha, seguindo o estilo que mais combina com a gente neste momento da nossa vida, rs. Nosso desejo era trazer para este lar um clima despojado e despretensioso, como nós costumamos encarar as situações que vivemos. Um ambiente mais jovem e que fosse ao mesmo tempo acolhedor.

Ambos gostamos de tons de madeira, tons mais escuros e acabamentos com uma pegada mais industrial.





Marcenaria instalada, com um projeto completamente funcional e prático, aproveitando ao máximo todos os espaços que tínhamos nesta cozinha, e com divisões internas totalmente (ou quase,rs) pensadas para atender a nossa demanda de armazenamento. Exatamente sobre o que a Ana Braga falou na semana passada por aqui, lembra?


Estava na hora de resolver a nossa "porta" da cozinha e integrar o quanto podíamos nossos espaços. Optamos por remover toda a marcenaria que separava os ambientes (e depois aproveitamos o MDF que estava novinho para fazer um outro armário aqui te casa - assunto para outro dia) e substituir por uma estrutura metálica feita sob medida. Usamos o padrão do metalon 25mmX25mm para criar a composição, e para o fechamento, colocamos o vidro canelado. Esse aliás, é outro ponto importante do nosso estilo, gostamos de contar histórias, de relembrar momentos já vividos, etc; O vidro canelado nos faz acessar algumas memórias afetivas de momentos das nossas infâncias, e combinar essas sensações com um ambiente mais jovial é incrível!



Olha ai o início da remoção...


E antes que você me pergunte sobre deixar essa área totalmente aberta, vou falar um pouquinho sobre uma coisa muito importante em um projeto: Proporção.


Quando os espaços são pensados, especialmente quando possuem um projeto arquitetônico, eles são pensados em um contexto geral, no conjunto sabe? Os itens se complementam, normalmente fazem sentido e são sentidos pelos usuários. Ainda que você não saiba identificar o porquê você se sente bem em um espaço, o porquê cria trajetos automáticos na sua casa, você pode ter certeza que boa parte dessas sensações foram previstas em projeto. Você deveria mesmo fazer aquele determinado trajeto para ir da sala ao teu quarto... Você deveria mesmo sentir essa sensação de acolhimento, de um ambiente "preenchido".


Toda essa explicação ai pra te contar que abertura que ficaria com a saída dessa porta, nos daria uma sensação muito estranha de "vazio" nessa área central, e nos faria ter a sensação de não saber ao certo por onde entramos na cozinha, onde ela se "encaixa", sabe?

Faltaria alguma coisa ali...











Eu amei muito o resultado dessa divisória... especialmente porque ela não tem a possibilidade de estar fechada. Temos algo que "preenche" aquele vazio que teria, e ainda assim temos uma integração visual bem bacana nesses espaços.

Ajuda também a compor o estilo mais jovem, mais industrial que queríamos para a casa (que tinha em sua estrutura, algumas escolhas mais clássicas rs...)


Sempre tem uma coisinha ou outra pra fazer por aqui, rs.. Não sei se na sua casa é igual... Mas por enquanto, tudo o que fizemos para trazer a nossa personalidade para a cozinha, foi isso!


Me conta aqui nos comentários, qual foi a transformação que você mais gostou de fazer por ai?


Beijo grande e até a próxima!




37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo